segunda-feira, 6 de junho de 2011

RESENHA DO LIVRO - O VOO DA ESTIRPE, POR FERNANDA ARAÚJO - CAÇADORA DE LIVROS





O vôo da Estipe é um livro rico em detalhes e de reflexões da vida humana.
Um livro adulto, complexo e leve ao mesmo tempo.
Confesso, que sorri, chorei, senti raiva, provei o sentimento de perda e também o renascimento.
A história mexe com o interior do leitor e é impossível você não se envolver com todo o enredo.

O vôo da Estirpe é narrado em 1ª pessoa, pela personagem Clarice, uma mulher inteligente, confusa, independente e ao mesmo tempo submissa, não nos patamares conhecidos, mas submissa pela própria confusão de sentimentos que permeiam o seu interior, não vivendo plenamente.

Já na primeira página do livro, o leitor já entende a complexidade de sentimentos, que serão retratadas por todo o texto:

" O assassino se preparava para a minha rendição. Encurralada, e com duas alternativas a escolher, saltei do penhasco com o coração cheio de vida e medo".

Clarice tem 28 anos, é uma romântica de carteirinha, apesar de não gostar de assumir isso. Uma mulher, que vive e sofre com dramas internos, desde a perda da sua mãe até a traição da sua melhor amiga.
É um personagem fascinante, pela riqueza de sentimentos e de vontades, tão escondidas e não assumidas, que faz o leitor querer que a mesma se liberte, de suas próprias decisões terrivelmente objetivas, para se entregar ao sentimento vivenciado no momento.

E com esse enlace, que aparece o homem misterioso, de sapatos pretos e paletó marrom.
O nome dele é Klaus, um homem que ama, respira e vivencia a vida com toda a sua plenitude e além de ensinar essa leveza e liberdade para a Clarice, faz com que ela viva um sentimento, puro, feliz e contagiante.

pág: 54

" A felicidade jamais virá de outra pessoa, e sim, através do que tenho feito para contribuir com que isso acontecesse".

Torci muito pelos dois personagens, fiquei cativada pela riqueza e pelos antagonismos dos dois, ela totalmente racional, com uma fera emotiva trancada, que sempre quis sair, porém nunca teve a oportunidade e ele um ser iluminado, que apesar das adversidades, ajudava o próximo e conseguiu plantar a semente do amor, em uma mulher que se encontrava confusa e perdida.

Impossível não ser comovida com a beleza de O vôo da Estirpe.
Para você sentir a fluência de sentimentos, a página 136 demonstra bem o que eu senti ao ler esse livro:

pág 136:

"Uma parte de sua alma, está conectada a minha".

Não sei, se consegui expressar fielmente todos os sentimentos que tive, com esse livro.
É um romance, com alusão psicológica, sim, mas é mais do que isso, é um romance que faz você detalhar, sentir, expressar e vivenciar o amor, de uma forma linda e única!

Agradeço imensamente a Adriana, pela oportunidade de fazer a resenha desse livro tão especial, que conseguiu ultrapassar todas as minhas barreiras e de forma sutil, alcançou uma leitora, fã e torcedora, para que ele seja publicado e conhecido por milhares de fãs, que precisam vivenciar e reaprender o que é o amor!

--
Fernanda Araújo.
Caçadora de Livros ®
Ingresse nessa aventura e encontre o seu tesouro!
Twitter: @c_delivros


Um comentário:

Caçadora de Livros disse...

Flor, espero do fundo do meu coração, que seja publicado rapidamente!
Ainda estou abalada com esse livro!
Amei, chorei, sorri =D
Adorei!!!!

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...