sábado, 24 de setembro de 2011

IRONIA DO CONHECIMENTO


O conhecimento alastra-se. O conhecimento esgueira-se pelos atalhos mais inóspitos e menos usuais, tentando se inserir, prolongar e eternizar. Não o deixam. Instigado e aturdido e revoltado, solta-se, volta-se, luta. Enquanto lhe deixam lutar: luta. Quando não lhe deixam lutar: luta. Isto porque tem um propósito ao qual se cinge com robustez: criar sonhos. Sim, criar sonhos. Porque primeiro tens de sonhar, só depois consegues viver. Porque primeiro tens de soltar a imensidão de tentáculos que te prende, só depois consegues viver. Porque primeiro tens de sair à porta do cubículo no qual está a tua mente, só depois consegues viver. O conhecimento sabe disto e, acima de tudo, quer que tu vivas.

O conhecimento alia-se à comunicação, num voluptuoso e vigoroso acordo de cavalheiros e, juntos, engrandecem-se. Estão a fazer por ti e porque sabem que assim, só assim, o mundo vai acordar todas as manhãs com vontade de girar.

Chamam-lhe oportunista, aproveitador e subjugador, mas a verdade é que olham para ele, mas não o veem, ele não se mostra, ele não quer aparecer nos jornais, nem quer condecorações inodoras e insípidas. Ele só quer criar devaneios a quem não tem outra forma de formá-lo: dá-lhe destino, e a passadeira alcatifada a que se devem submeter.

Tu falas, mas será que realmente conheces o conhecimento?


ENTREVISTA DE LUCAS HOLLANDERS

1 – Fale-me sobre você.
Sou um jovem escritor que ama o que faz. Além disso sou professor, e adoro dar aulas e ler, estudar, conhecer.
2 - Quem te iniciou na literatura?
Tive duas pessoas, minha avó que foi a primeira pessoa a me dar um livro, e minha tia Érica que me emprestou uma série que mexeu com a minha imaginação de modo surpreendente.
3 - Como surgiu a ideia de escrever livros?
Sabe, eu escrevo a muito tempo. Mas sempre escrevi histórias curtas. Foi jogando RPG que vi que podia criar personagens e tramas completas, ai desatei a escrever. O resultado foi o meu primeiro livro e material guardado pra pelo menos mais três.
4 - Quando surgiu a idéia do 1º livro?
Surgiu meio que do nada, uma mistura de personagens baseados em pessoas que eu conheço em um ambiente fantástico cheio de magia e com cenário medieval. No meu caso o certo seria perguntar de onde veio esse cenário, mas a resposta é meio chata, ele veio do mais profundo da minha imaginação.
5 - Como está a luta para a publicação dos livros?
Difícil. Uma editora ficou de publicar o meu livro, mas abriu mão por um autor mais conhecido. Ai voltamos a estaca zero.
6 - Como foi a recepção entre os blogs literários?
Até agora muito boa, o livro recebe muitas visitas e o pessoal anda elogiando. Isso é o que tem me motivado a escrever o segundo livro.
7 - E com as Editoras?
Até agora só promessas ao vento. Triste.
8 - E com os leitores?
Ah, todos até agora adoraram, alguns ficaram com raiva por que tomei liberdade de... Ah, leia o livro, vai sentir o mesmo que eles! Mas o resultado foi bom.
9 - Através das suas experiências, o autor iniciante possui quais desvantagens? Descreva
Encontrar uma editora. Escolher o gênero, e até se identificar com os personagens. Sabe, eu fiz coisas com alguns personagens das quais eu me culpei... Mas não tinha escolha, era isso ou mudar a história toda. Mas com o tempo você aprende a separar as coisas e levar bem os rumos da história.
10 - Qual sugestão você daria hoje para quem está publicando o seu primeiro livro?
Escreva. Muito! E não tenha medo, ter seu livro pronto vai ser fenomenal!
11 - Como tem trabalhado a divulgação de suas obras? Tem havido resultados?
Bem, eu uso todos os meios de divulgação possíveis. Muita gente tem visitado o livro, ele está a venda só a quatro messes e já tivemos mais de três mil visitas. Acho que está dando certo!
12 - De que modo você vê hoje, a literatura no Brasil? O que está faltando para melhorar, ou se você acha que o quadro já tem melhorado?
Acho que ainda está muito elitizada. As editoras tem  medo de apostar em promessas e por isso ficam sempre com os mesmos autores. Acho que ainda precisa nascer no Brasil uma editora só para novos autores, algo do tipo: “Publicamos até três livros seus e depois um abraço e boa sorte!”. Eu adoraria estar em algo assim.
13 - Qual a participação do escritor na vida do leitor? De que modo você acredita que seu trabalho possa influenciar na vida do leitor?
Acho que todo escritor faz o leitor entrar em si. Sabe, o agradecimento do meu livro diz isso claramente, ao ler meu livro o leitor passa e entrar em minha mente, a ser parte de mim e, portanto, fazer parte do meu mundo.
14 – Quer falar algo para os leitores?
Sim claro. Ou pessoal, como estão? Bem, se já leram meu livro sabem que estou escrevendo o segundo, esperem só mais um pouco, garanto que vai valer a pena! Se não leram ainda, olhem as primeiras páginas e se gostarem entrem em contato, quem sabe não trocamos idéias? Abraços e boa leitura.
15 - Algum pensamento ou frase de efeito?
Agradeço ao ilustrador e amigo Alexsander Rezende, que deu vida aos meus pensamentos, aos parentes pelo apoio e contribuição com idéias, quando as mesmas me faltaram.

Mas principalmente a você leitor, por ter a coragem de entrar em um mundo de fantasia.


Um mundo que existe dentro de mim.

(Lucas Hollanders - O Escritor Mudo)

Cena do capítulo: Pacto de Paz a Preço de Sangue

– Você era meu irmão... Isso era o mínimo que merecia, sinto não poder levar seu corpo a sua terra natal, mas, juro, estou lhe dando o melhor enterro que um nobre de Dal-Lee poderia ter.
Diante do corpo inerte do elfo, o samurai desfazia-se de sua dureza e rigidez. Se pudesse escolher, nunca teria matado Gallos, mas não havia escolha, ele apenas cumprira com seu dever com o imperador.
Tudo estava pronto. A madeira da melhor qualidade havia custado muito caro e seria queimada e consumida por completo; as ervas aromáticas se desintegrariam com o fogo e eram as mais cobiçadas de Dal-Lee. Mesmo assim, Sato havia pagado o preço, tudo para honrar seu irmão falecido.
– Você está fazendo história, meu irmão. Será o primeiro não humano a ter suas cinzas espalhadas pelo território de Dal-Lee. Esse será seu lugar de descanso, assim como será o meu um dia... Até breve, meu irmão.
As chamas tocaram o corpo e a fumaça subiu. O pacto entre Dal-Lee e Kalgondert estava feito. Gallos era um herói, seu sangue havia unido duas nações humanas.









Texto e criação do autor, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.

9 comentários:

Marli Carmen disse...

Poxa..não conhecia..agora fiquei intrigada. Vontade de conhecer mais! Parabéns ao blog e ao autor. Gostei muito da entrevista!!Continuem sempre! Beijocas!!

P.S: tem sorteio do livro da nossa querida Adriana Vargas no meu blog! Vamos prestigiar a escritora! beijos

Cesar S. Farias disse...

Belo texto, Lucas. Só o conhecimento pode tirar o mundo do atraso em que se encontra. Boa sorte com teu novo livro.

Paulo Cesar PC disse...

Lucas, gostei de tudo que li por aqui. O conhecimento é indubitavelmente o maior legado que podemos deixar nessa vida. Conhecimento é a grande riqueza do ser humano. Parabéns pelo texto. Um grande abraço.

Luconi disse...

Lucas amei o texto, a entrevista, aliás você responde de uma forma cativante, e o que li deste capítulo do livro, parabéns viu é muito bom vermos que tem gente que luta pelos seus sonhos, parabéns beijos Luconi

Anônimo disse...

É muito legal seguir este blog. Ficamos por dentro de tudo que diz respeito a leitura e escrita. Adorei!

Au revoir :)

Fernando Soares disse...

Lucas, sucesso em sua jornada de disseminar o conhecimento, tanto como professor quanto como escritor!
Apenas acrescento: o conhecimento tem que andar de mãos dadas com a sabedoria.

Abraço!

Sthe disse...

Como sempre, aqui tudo de bom, beijos
blanc

geuza mariah disse...

PARABENS MINHA LINDA! LINDO SEU BLOG ESTOU AMANDO BJS

Unknown disse...

Lucas

Muito bom saber sobre você e o caminhar de sua vida como escritor!

Desejamos sucesso e que a Ironia do conhecimento venha abrir caminhos que seus okhos posssam admirar.

Grande Beijo
Irene / Vivian

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...