quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Reflexão de uma Vida Cotidiana em Plena Natalina


Acordei por volta das 08h30minh da manhã.
Minha mulher saiu bem cedo para trabalhar.
Fui para a cozinha e me deparei o café da manhã bem simples.
Jejuei, lavei a louça e fui tomar um banho.
Me arrumei e sai do pequeno e modesto apartamento próximo do centro.
Caminhei pela calçada, em direção a terminal de ônibus.
Não tenho carro. Ah, como eu queria tanto ter um…Mas um dia eu chego lá!
Ah, se chego…

Chego ao terminal e aguardo meu ônibus.
Observo os movimentos das pessoas nas ruas.

Há enfeites de natal por todos os lados.

O Natal está chegando...

Lá vem outra vez a temporada de compras de presentes de natal.

Tenho que comprar dois presentes para meus afilhados.

Crianças merecem ganhar presentinhos, pois se não ganhar, começam a ter ataques de birra e estragar o clima da paz natalina.

 Fico imaginando a história de cada uma dessas pessoas.
Sou observador por natureza.
O céu está cinzento. Putz, não recordo mais o astro-rei.
Eita! Esse mundo caminha para a perdição...

Mais poluição.
Mais violência.
Mais desastres naturais.
Mais mortes.
Mais divórcios.
Mais drogas e entorpecentes nas escolas.
Mais abortos.
Mais malandros à solta.
Pouca segurança.
Pouco dinheiro.
Pouca paz.
Pouca vegetação.
Pouca água potável.
pouca fé.
Pouca esperança.

Ah, sai pra lá, pensamento negativo!
Há coisas melhores por aí, basta saber procurá-las e achá-las.
Ficar de braços cruzados não leva a nenhum lugar.
É preciso dar alguns passinhos para que tudo mude de figura.

Como, por exemplo, enfeitar o pinheiro de natal, mesmo que seja artificial, já traz a sensação de alegria e da paz. Ou ter uma boa companhia ao lado da pessoa amada. E até mesmo uma cervejinha bem geeeeelada em mãos e ver o mar cristalino num dia ensolarado quando pintar as minhas merecidas férias. É assim.

Simples assim.

Sempre pensar nas boas coisas da vida, pois essas nos oferece um leque de opções.

Oportunidade não falta. Basta saber escolher bem e aproveitar a cada dia pelo o que tem.

Ahh...Meu ônibus chegou. Hora de trabalhar.


Texto e criação do autor Denis Lenzi, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.

4 comentários:

O SENHOR DO TEMPO disse...

Olá querido(A) blogueiro(a)
vim prestigiar o teu espaço
e digo-lhe que gostei
virei outras vezes

"caloroso abraço"

DO DITO "SENHOR DO TEMPO"

Rubens Conedera disse...

Realmente estamos em uma roda viva, onde os compromissos nos tiram o "clima" que o natal deveria ter. Correria, stress além da conta...
Mas como escreveu Denis Lenzi, vamos ser otimistas, um dia as coisas melhoram!!! Valeu Denis!!!

escutaessa.blogspot.com disse...

Oi, vi sobre o seu blog no blog da Vitrine de Promoções e vim conhecer vocês.
Já estou seguindo ;)
Te convido a conhecer o meu blog e se gostar me seguir também ;)
Beijinhos
Renata
http://escutaessa.blogspot.com/
@blogescutaessa

Ordem do Saber disse...

Fantástico.
Uma vida comum, mas não igual. Assim como todas as vidas.

Uma boa semana.

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...