sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Afônico





Teu silêncio magoa como farpas.
Não compreendo. 
Tentas me punir com tua falta de palavras ou és meramente covarde em dizer-me o que pensas?
Viras o rosto de lado. 
Ignora-me. 
Afasta teu corpo do meu, é como se eu possuísse lepra. 
Porventura isso te faz bem? A mim não faz. 
Ou será que tua intenção dissimulada é ver-me sofrer?
Por um segundo odeio-te, porque te amo. 
Costuro minha boca e calada desejo que tu desapareças e livre-me dessa amargura descabida.


-------

Por Mariana Mello Sgambato, que às vezes se cala. Formada em Comunicação Social – Produção Editorial na UAM com diploma em Criação de Roteiro para Produções. Entre suas publicações estão: Beijos & Batom (2012 – 22ª Bienal do Livro de SP), Segredos de um amor de Verão (2013) e Lembre-se de Morrer (2013), todos pela Editora Modo.

Um comentário:

J.C.Hesse disse...

É como um filme mudo, que muito já viveram.
J.C.Hesse

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...