quinta-feira, 30 de junho de 2011

Carne e alma



 




Escondeu em mim, um abrigo confortável, sei bem do que és capaz de fazer, se esta porta se fechar contigo sobre o meu ventre... Assim desejo morrer...




Passeia por entre meus pensamentos
Em névoa e espaços que me revela teus segredos bem guardados
Aquilo que era petrificado e morto
Tomou a vida quando olhei para o teu corpo
Corpo teu, que é meu...
Todo meu...
Nada mais importa
O mundo se apagou, enevoou...
És somente tu em meus olhos
Como imagens soltas
Como gaivotas que descobriram
Que voar é bom...
Abracei-te contra o peito
Desordenei os anéis de teus cabelos
Que dançavam lindamente ao som do vento
Buscando o meu toque
Tocando-me como seda...
Lindos olhos... Ah, os teus olhos...
Como te quero...
Tudo em ti, fala...
Desde o suor descendo ribanceira abaixo
Em passos lentos pelas suas pernas...
Os músculos que se contraem
Que me abraçam... Falam...
Eu ouço seus murmúrios...
Ouço o seu sorriso...
Ouço os sons que saem de dentro de ti
Todos em mito – rito!
O meu corpo está apaixonado pelo o teu...
Estamos perdidos em um labirinto sem volta
O conjunto de tuas complexidades
Extasiam-me, deixa-me louca...
Mordo o céu para não deixar-te ir
Roubo a maçã envenenada para ter-lhe mais uma vez
Dou-te o pulmão, os rins e as vísceras
Não há barreiras, nem fronteiras...
Tudo se encontra exequível
E assim quero que esteja
Questões insolucionáveis...
Quero perder meu tempo todo
Escorregando em lodo; sedento – denso!
Registrou-se em mim sendo-te uma quase reticência...
Tão simples – minha incógnita no deserto
Benfazejo dom de me transformar
Em carne e alma...




Texto e criação de Adriana Vargas de Aguiar, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.

9 comentários:

SOL da Esteva disse...

Drisph

Belo poema de Adriana Aguiar, onde quase materializa o Amor, a Paixão e os Corpos.

Grato pelo Poema vivo e pelas demais palavras, deixadas no meu Sítio.

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Julia G disse...

Dri, obrigada pela visita ao Conjunto da Obra.
Gostei mesmo do que você falou na entrevista, parabéns. Ainda não conheço seu trabalho, mas desejo toda a sorte e tudo de bom.

Um beijo

Amandio disse...

Que linda poesia senti ela atravessar a minha alma e poder gritar te amo muitioooo!

Lis disse...

Drisph
Gosto imensamente de toda foram de Arte e s poetas tem ul lugar especial no meu coração;parabéns poetiza.
Adoraria ganhar o" Vôo da Estirpe" , já estou seguindo-a. Não só pelo livro, claro! mas pela melhor forma de acompanhar seus belos poemas.
um abraço

Fernanda disse...

Amiga Adriana!
A tua poesia,lamentavelmente há pouco por mim descoberta, tem a força das marés vivas, a sensibilidade e beleza dos lírios do campo,a finura dos fios de seda que não se fiam nem se tecem e muito especialmente um sabor agridoce da mais pura sensualidade que toca levemente o erotismo duma forma absolutamente divina.

Adorei!

Beijo

Arnoldo Pimentel disse...

Um belo poema. Passei para conhecer seu espaço e gostei muito daqui, já te sigo. Beijos

Tânia Camargo disse...

Olá!

Vim lhe agradecer a visita em meu blog...

Lindíssima poesia. Aplausos!

Tânia

SOL da Esteva disse...

Adriana

Estou grato pelo Comentário e desejo tenha um bom fim de semana.

SOL da Esteva

GUIOMAR disse...

Oi querida vim agradecer pela visita no meu blog
suas palavras são marcantes e cheia de sentimentos
já sou sua seguidora abraços carinhosos Gui.

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...