domingo, 20 de novembro de 2011

Verdades X mentiras - Coluna Clara Machado




Nesse artigo vou iniciar minha fala relatando um caso de um atendimento em meu consultório. Chega uma moça de aproximadamente 30 anos, onde ela inicia a sessão me dizendo,” vim me consultar com você porque não acredito mais nos homens, estou descrente de tudo e não sei mais como agir e nem o que pensar.” Perguntei a ela o que havia lhe acontecido de tão grave para ter perdido a esperança nos homens?
-Ela me respondeu: “Me apaixonei por um homem que parecia ser a minha alma gêmea, um homem inteligente que tinha o dom da oratória, sabia escrever muito bem, tinha uma voz forte e segura, e era muito carinhoso e quente nas suas colocações, comigo, mais todas as vezes que marcava de se encontrar comigo, ele sempre arrumava uma desculpa, sempre um grande trabalho em uma  cidade diferente, e as vezes me dizia até que estava em outro Pais,
fui me sentindo embriagada por suas falas e não conseguia me desvincular dele, parecia , não eu estava ligada energeticamente a ele, e minhas amigas que presenciavam minha angustia na eterna espera desse homem que nunca vinha me dizia como você é ingênua, não esta vendo que é tudo mentira.Resolvi então recorrer a um parecer de um homem, pode um homem mentir que é alguma coisa e não ser, que faz algo que não faz, e que perde tempo iludindo as outras pessoas, e o meu amigo disse que sim isso acontece, muito, e ai o meu amigo homem e protetor, disse fala ai o nome desse cara, que vou ver se ele faz realmente o que ele disse que faz. E ai ele investigou e descobriu que esse homem não esta veiculado na profissão que ele disse que tinha e nem aos processos que ele falava ter.”
Maria Clara vim até você porque fiquei sem chão como pode alguém ficar tantos meses há mais de 6 meses que me relaciono com ele, dessa forma, que pessoa eu sou, e o que eu fiz comigo para merecer uma pessoa tão desonesta comigo ao meu lado? Essas perguntas estão a todo tempo na minha cabeça e preciso de sua ajuda, me ajude a parar de pensar nisso.”
Bem leitor vamos refletir juntos o caso dessa moça, qual seria a sua primeira atitude frente a esse caso? Julgar, condenar, rir, zombar, ou entender que o ser humano é frágil e que uma cena dessa de verdade pode ter desencadeado muita dor nessa moça e que agora ela realmente precisa de ajuda?
Penso que ela precisa sim de muita ajuda, primeiro para se recuperar de ter sido enganada tantos meses, depois para entender as suas fragilidades, e ai sim se fortalecer para poder no futuro criar um antídoto para não atrair mais homens desse tipo ao seu lado.
Mais o mais importante dessa história é ela aprender a não generalizar e acreditar no ser humano, e entender que esse foi desonesto com ela, mais tem muitos homens honestos, e essa esperança ela não pode perder.
O trabalho terapêutico com ela teve êxito porque ela entendeu tudo isso, e conseguiu sair do consultório entendendo que ela merece uma nova chance, com um novo homem, e com a crença que ela é capaz de atrair pessoas muito interessantes para o seu convívio.
Se você gostou desse artigo e já passou por um desse papéis ou sendo esse homem ou essa mulher, escreva aqui, faça o seu comentário e diga como você saiu dessa situação, pois todo compartilhar só faz aumentar a capacidade de todos nós na evolução emocional e espiritual.
Um abraço a todos os leitores.


Maria Clara L Machado.


Texto e criação do autor, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.



"PROMOÇÃO SIGA E CONCORRA DE DEZEMBRO"
Quanto mais você comentar, mais aumenta as suas chances de ganhar!

19 comentários:

renansouzamerces disse...

Olá,

Concordo plenamente quando a Clara diz para não generalizarmos o ser humano. Quantas mulheres não vemos andar por aí gritando aos quatro cantos o quanto os homens não são honestos. Por isso mesmo é que elas se tornam totalmente frias em uma relação e perdem a esperança de encontrar a pessoa que realmente seja a certa e que compartilhem de uma afinidade.

Bom domingo para todos,
R.S.Merces

Marco Antonio disse...

Bom dia,
Muito interessante esse texto, gostei bastante.
Parabéns.
Abçs.

http://devoradordeletras.blogspot.com/

Célia disse...

Sigo e Apoio o Clube dos Novos Autores!!
Quanto ao artigo da Maria Clara Machado, plenamente de acordo, pois somos inteligentes quando percebemos o erro e o corrigimos!
Abraço, Célia.

olhodopombo disse...

estou te seguindo,
sorte!

Livros & Bichos disse...

Parabéns pelo Blog! Precisamos de iniciativas como essa para estimular mais a leitura, principalmente dos autores nacionais. Podem contar com a Livros & Bichos sempre! bjs
www.livrosebichos.blogspot.com

Bixudipé disse...

Muito bom o artigo! Confesso: já atuei nos dois papeis! E digo: O interior de ambos é muito próximo, geralmente. A falta de amor próprio, segurança etc., leva o ser humano a comportar-se como animais.

Adorei! Abração,

Rodrigo Davel

Celina Dutra disse...

Obrigada por estar entre meus girassóis. Apoio o Clube dos Novos Autores.

Girassóis nos seus dias. Beijos

RUDYNALVA disse...

Clara!
Não sabia que era terapeuta, muito bom!

Temos de lidar com tantas situações em nossas vidas que por vezes parecemos descrentes de verdade.
Fico feliz que ela (sua paciente) tenha aprendido a se fortalecer, e, mais, tenha aprendido a não generalizar.

Bom domingo!

cheirinhos
Rudy

" Eu apoio os novos autores"!

http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

Élys disse...

Agradeço a sua visita e vou seguir o seu blog.

Quando uma pessoa sofre uma decepção não deve generalizar e se necessário deve procurar ajuda como aconteceu no caso relatado. Buscar esquecer e não julgar para conseguir com mais facilidade se desapegar.
Um abraço.

Luma Rosa disse...

Oi, Adriana!!
Você foi no "Luz" e fez um pedido, acontece que já sigo o seu blogue! (rs*) Espero que consiga o seu intento!
Como o tempo na web anda corrido, pediria que atentasse a um detalhe que pode lhe prejudicar. Afinal, as pessoas clicam e se a url dá como inválida, não retornam mais ou não procuram pesquisar o que aconteceu.
A url exposta no seu perfil do blogger, na coluna lateral onde está escrito "My web page" sinaliza que o blogue foi removido. Melhor corrigir o endereço web.
Depois volto para comentar o post!
Boa sorte!!
Beijus,

Karine Marinho disse...

Adorei e concordo com você! E alem do mais ela pode ter sido enganada por um homem, mas também foi um homem que a ajudou!
Beijos,K.
Girl Spoiled

Luciana Gomes disse...

Olá! Adorei o seu cantinho... maravilhoso! Parabéns! Já to seguindo!
Aproveito p te convidar a conhecer o meu blog de variedades e participar do meu 1º sorteio (1 brinde surpresa By LuciArte + DVDs. Informo tbm q o espaço p parcerias está aberto lá no Vou-de-Blog!
Bjinhos!!

www.voudeblog.com

Amapola disse...

Boa noite.
Adorei!
Penso que muitas mulheres já passaram por isso.
Quando a gente descobre a verdade, nos sentimos idiotas, e realmente criamos uma defesa até exagerada, que nos impede de acreditar novamente.

Beijos.
Maria Auxiliadora (Amapola)

O Profeta disse...

Uma cama amarrotada pela passagem do amor
Lençóis que aprisionam o calor
Suspiros espalhados pelo chão
Uma imagem santificada sustenta o louvor

Uma pecadora ungida pela chuva
A sorte e a morte em bravata eterna
As ave marias que uma boca vomita
Para no céu ser, clemente a sua pena

Já não há xailes negros na ilha
Já ninguém liga a agoiros
O mar continua açoitar a costa
Deixando despojos, tesouros

Bom domingo

Terno beijo

Valquíria disse...

Olá minha querida Avanir, numa visita rápida não resisto em comentar.

Posso entender a moça, e sei como ela se sentiu.
Deixa eu te falar, nesse meio temos amigas que passaram por situações semelhantes.
Eu mesma me feri com mentiras e outras coisinhas... No surreal as pessoas fazem e dizem tudo, pensam estarem protegidas pela distancia e anonimato, dai saem dizendo o que não são e o que não sentem...mas deviam lembrar que a maquina é só um meio de comunicação, que atrás de uma tem um ser com sentimentos e conceitos morais. Infelizmente enquanto o humano não aprender amar e respeitar estaremos vulnerável. Linda semana e bjão.

Luma Rosa disse...

A mágoa veio da confiança quebrada, mas algo me incomodou na história: Porque ela mesma não foi atrás para descobrir a verdade? Talvez ela tenha se deixado enganar, porque gosta de viver dentro de uma história e não necessariamente "a história". Boa semana! Beijus,

Paulo César disse...

Oi a paz, Muito bom o artigo!

Deus continue lhe abençoando.

Jane disse...

Oi,sou a Jane!Quero agradecer pelo livro e confesso que já estava ansiosa para recebê-lo.Em breve estarei postando as atividades que faremos.

Cesar S. Farias disse...

Ninguém está livre de encontrar falsas amizades ou falsos amores pela frente. Já tive "amigos" que desapareceram em momentos cruciais da minha vida. Para que a dor não seja tão intensa, é importante não se tornar dependente demais de uma relação. Amor próprio e firmeza de propósitos contribuem para uma recuperação mais rápida.

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...