domingo, 19 de fevereiro de 2012

Permita-se ser mais feliz

Vou iniciar uma sequência de postagens, elas farão referência a assuntos que as pessoas, normalmente, só pensam quando estão perto de perder o que julgam mais importante.

Começa assim: Procure se desapegar de velhos hábitos, principalmente os que lhe incomodam. Se reclama e depois se sente com culpa, com certeza é um hábito a ser deixado de lado. Padrões de comportamento, quem disse que temos que ser assim ou assado? Quem disse que não podemos mudar de opinião em meio a uma discussão, passando a concordar ou discordar?
A felicidade é ser criança novamente, fazendo as escolhas que nos convêm, desde que não fira ou magoe aos outros. Viver é uma escolha e embora as crianças desconheçam alguns limites, nós os conhecemos ao ponto de saber quando parar com algo! Não espere chegar a um ponto em que não pode mais curtir a vida com intensidade e ser feliz. Quando esta nova etapa chegar, poderá dizer, com muito orgulho, eu decidi ser feliz e estou feliz com esta decisão. Não tema as mudanças, sem elas seu próprio corpo nunca chegaria onde chegou, seu conhecimento não se expandiria. Acabaria levando uma vida de espermatozoide, no máximo um embrião.
Não minta para si, para que os outros fiquem felizes por seu comportamento previsível. Não finja que não falo com você, pois tive que dizer isso a mim mesmo diversas vezes, sei do que falo. E se tiver que ficar triste, fique! Pois há momentos na vida em que os eventos não nos agradam e para sermos completos, temos que chorar também.
No fundo tenho pena dos que não riem do próprio tombo, de um escorregão ou um mico. Com certeza eles anseiam por uma risada de verdade, aproveitando o momento para expor-se para as bobeiras de suas vidas.
Não tenha medo de ser feliz, de dizer bom dia ou boa tarde. Ser rico ou pobre não lhe torna melhor, nem divino. É uma condição que nossos caminhos e escolhas nos impõe. Mas podemos escolher sorrir, subir na mesa e ver tudo de um ângulo diferente.
Liberte-se de suas próprias amarras, ninguém pode fazê-lo por você!!
Permita-se ser feliz!!
Um grande abraço e até a próxima!

Texto e criação do autor, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.

Abraços, J.C.Hesse - Autor da obra Tallek
Autor e Auxiliar Administrativo do Clube dos Novos Autores - CNA
Meus Blogs: Janela do Universo - JU e Diário do Zézu - DZ
Meu Twitter: JCHesse

7 comentários:

Onivid Silva disse...

Muito bom o texto, sempre temos alguns hábitos que devem ser abandonados, reconhecer é o primeiro passo, mas não é o último, devemos então deixar esses hábitos de lado, mudar nossa perspectiva de vida. beijos

mfc disse...

E não é a felicidade o que todos buscamos... às vezes por caminhos errados, mas mesmo assim a buscamos!

renansouzamerces disse...

A liberdade é o principal foco quando pensamos em ser feliz. Precisamos mesmo nos libertar de todas as ditaduras impostas nesse nosso mundo e viver plenamente sob nossas percepções.

Atenciosamente,
R.S.Merces

Mia disse...

Bela postagem.
Estou precisando mesmo me permitir ser feliz.

Rubens Conedera disse...

Todos precisamos de felicidade. Realmente, é uma questão de escolha também!

Francilangela Clarindo disse...

Estas postagens prometem!

Fabiana Cardoso disse...

Esse texto faz com possamos parar e refletir no rumo que estamos dando a nossas vidas! Parabéns!

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...