sexta-feira, 6 de abril de 2012

Escritores não vivem sem...

Essenciais, as canetas fazem parte da vida de um escritor da mesma forma que insetos são fundamentais na natureza para que ela possa continuar existindo. Só o escritor que já passou por aquele momento de desespero em que precisa anotar alguma coisa rapidamente - para que não se perca no ar - e não encontra a dita da caneta, sabe o desespero que elas podem impor em uma pessoa. Você consegue encontrar um cupom fiscal amarelo que faz as vezes de papel, consegue encontrar os 10 centavos de troco da semana passada que achava que tinha perdido, consegue achar um chiclete esquecido... mas nada de caneta. Situações como essas, e outras bem mais complicadas, renderam às canetas bics - em especial - algumas lendas: como serem artefatos alienígenas que estão aqui para coletar informações e possuírem tinta infinita (já que sempre é perdida antes de podermos usá-la até o fim).

Algum fato estranho envolvendo canetas bic já aconteceu em sua vida? Vários? Então bem vindo ao clube! Por mais assustadoras que essas canetas podem ser em suas intenções de dominação mundial, escritores não podem viver sem ter uma sempre consigo.

Deixo aqui um caso da minha época da faculdade que até hoje é o que mais me faz pensar sobre o assunto. Se você também tem alguma história assim, compartilhe conosco!

*L = Lhaisa, L da LAP.

Notícias de ultima hora: BIC tenta fuga inusitada pelo buraco do quarto da dona

Quando L procurava desesperadamente por uma caneta para anotar citações para a sua monografia, encontrou a sua BIC desaparecida em um buraco na parede do seu quarto. Em um admirável ato de coragem, L subiu em cima da cabeceira escorregadia da sua cama, mesmo usando apenas meias nos pés, para efetuar o resgate, arriscando assim sua própria vida. Embora relutante, a BIC acabou cedendo aos apelos da dona e deixou-se ser retirada do buraco, voltando em segurança até o seu devido lugar, a mesa do computador.
Neste momento, tanto L quando a caneta passam bem, embora L não saiba dizer com certeza o atual paradeiro da BIC, que já não está na mesa do computador.
Porém, os motivos para a caneta estar no buraco da parede ainda são um mistério. Até o momento não existem testemunhas ou culpados declarados de tal proeza, o que nos leva a crer na natureza alienígena e tendência natural das BICs de retornarem a sua nave mãe…


5 comentários:

Francilangela Clarindo disse...

Amei o texto. Bem engraçado e real.

renansouzamerces disse...

Isso é a mais pura verdade. Por mais que tenhamos computadores, sempre precisamos de uma caneta para trabalhar nossos textos. Divertido o texto.


Atenciosamente,
R.S.Merces

Fabiana Cardoso disse...

Realmente Lhaisa, elas fogem com uma facilidade, essas danadinhas se escondem quando mais precisamos delas! kkkkk ;D

J.C.Hesse disse...

Intrigante! Bonito e como diria Caetano em algum de seus devaneios de criação de palavras, "cronicável" (Ou seja, digno de crônica).
Abraço,
J.C.Hesse

Luks Vieira disse...

Kkk, todos passarão por isso um dia...
Att.,
Luks

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...