sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Prêmio INTERARTE - livro O OITAVO PECADO





O livro O OITAVO PECADO de Adriana Vargas foi um dos cinco vencedores do prêmio INTERARTE 2012.
Livro publicado pela Nova Editora MODO e gerado no ventre de uma, também, nova autora, o que substancia a ideia de que a Literatura Nacional não advém, mais e tão somente, dos berços dos gloriosos e famosos. Já estamos no caminho da ascensão. Os nossos autores anônimos estão sendo recebidos, não penas por seu currículo, e sim, por seu trabalho.

Sinopse:
  
Um livro ousado e irá lhe enganar!O Oitavo pecado agitará com todos os seus instintos; sentirá do caos ao cosmo, a essência do amor distorcido e toda fúria do pecado mitológico! Uma mulher curiosa, um anjo que nasce com os instintos aflorados em busca da verdade. O que é verdade? Como alcançá-la? Mitos, curiosidades e facetas envolvendo uma narrativa peculiar e instigante. Henaph resolve traçar o próprio destino! Sem saber o ônus do caminho trilhado, ela segue destemida e incansavelmente, sedenta da existência humana. Um triângulo amoroso que a divide entre o rei Minos de Creta, protetor e cuidadoso e o deus grego Hermes, sábio e intrigante. Os deuses darão um palpitar dramático, ao final da trama!

Encontre este livro AQUI.


Convido a todos para a entrega deste Prêmio, que se realizará em Goiânia, dia 10 de Novembro.


O PRÊMIO

Em sua terceira edição nacional, o prêmio INTERARTE, organizado pela Academia de Letras e Artes de Goiás Velho, tem por finalidade prestar homenagem aos artistas que se destacaram durante o ano de 2012. O evento conta com o apoio da ABRASA (associação afro brasileira para dança cultura e arte) que no próximo ano prestará homenagem a todos os laureados com placa comemorativa na sede da associação na Áustria. Com uma programação montada de forma grandiosa e divulgação intensa pré e pós evento, o prêmio INTERARTE 2012 promete repetir o sucesso das edições anteriores.

OS PREMIADOS

A escolha dos premiados foi baseada em indicações de grandes líderes de academias, associações e entidades de grande valor cultural no Brasil, Alemanha, Chile e Áustria.
Idealizamos este prêmio para uma homenagem justa e criteriosa em nível de qualidade e excelência no trabalho desenvolvido. Portanto o evento contará com a participação de grandes nomes do universo artístico (letras e artes plásticas).

PROGRAMAÇÃO

O prêmio será realizado no Hotel Augustus Plaza Inn, localizado numa das mais belas e modernas
capitais do Brasil, a cidade de Goiânia.
Segue abaixo programação base do evento que acontecerá no dia 10 de Novembro.

Recepção aos convidados – 15 Horas
Palestra – “Você é Especial”
Coffee Breack – 16 Horas
Inicio da entrega dos prêmios e certificados – 17 Horas
Intervalo na programação – 18 Horas
Jantar comemorativo do prêmio no salão de festas do Hotel – 19 Horas
INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Sobre o livro:


Trata-se de uma ficção direcionada para a incandescência mitológica e narrada em primeira pessoa pelo método intuitivo, baseando-me nas estórias mitológicas que envolva a cidade de Creta.
O público alvo é aquele que gosta de livros com uma boa dosagem de paixões intrigantes, aventura e amores proibidos; não envolve uma faixa etária determinada, mas certamente o público juvenil irá apreciar a leitura.
Os assuntos principais abordados na obra é a transformação da paixão letal, pelo puro amor; a regeneração da alma e a busca pela verdade.
A meta deste livro é levar a mensagem do amor verdadeiro; expondo e curando os defeitos do ser que aleijam a alma. 

Esta obra foi escrita, fruto de uma inspiração de um acervo de poesias que escrevi, e resolvi dar vida a ela, através de um romance; queria ver como ela se desenvolvia em uma evolução de atos e situações. 

A obra foi escrita em dois meses em dias corridos; escrevendo todos os dias. 

Trata-se de uma ficção direcionada para a incandescência mitológica, e narrada em primeira pessoa pelo método intuitivo, baseando-me nas estórias mitológicas que envolva a cidade de Creta. A obra em questão, não foi se utilizou de nenhum outro livro como ponto de apoio, apenas dos mitos contados através dos tempos e costumes. 

O público alvo é aquele que gosta de livros com uma boa dosagem de paixões intrigantes, aventura e amores proibidos; não envolve uma faixa etária determinada, mas certamente o público juvenil irá apreciar a leitura. 

Os assuntos principais abordados na obra é a transformação da paixão letal, pelo puro amor; a regeneração da alma e a busca pela verdade. 

A meta deste livro é levar a mensagem do amor verdadeiro; expondo, e curando os defeitos do ser que aleijam a alma.





TRAÇOS CARACTERÍSTICOS DAS PRINCIPAIS PERSONAGENS 



Henaph – um anjo nascido da vértebra de seu Criador, com a missão única em cuidar do Jardim do Éden, e se preparar para cuidar das pessoas que ainda estavam por nascer, porém, nasceu com o defeito da ambição acentuado em seu ser; e que de tão grande, não se percebeu sendo levada pelas malhas de um destino perigoso. Egoísta, não pensou em mais nada, além de sua paixão pelo mito de Hermes; passional, distraída e quase infantil, Henaph é o hibrido de uma menina a uma mulher; está disposta a entregar a sua alma, apenas para conseguir realizar o seu sonho de anjo apaixonado por um homem proibido. 

Hermes – o deus da persuasão, tenta fugir da força do sentimento de Henaph, a quem devia transmitir os ensinamentos recomendados pelo o Criador, que o testa o tempo todo, conhecendo o instinto impulsivo e teimoso de Henaph. O deus grego resiste até o fim; mas em um determinado ponto da obra, não se sabe ao certo, se ele possuiu, ou não, momentos de intimidade com Henaph, quando ela se encontrava em estado de inconsciência, pois era desta forma que ela se encontrava todas as vezes que os dois mantinham contato. Este mistério perdura até o final da estória, sabendo-se que Hermes não tinha um passado ilibado, ficou a dúvida, quem foi o homem que retirou a sua inocência? No final da estória, Hermes surpreendeu até mesmo a mera autora desta obra. 

Minos – envolvente; sensual e cuidadoso; uma mistura de irmão, amigo e com um jeito de ser apaixonante; encanta e confunde os sentimentos de Henaph que se vê, em vários momentos, com o coração dividido, entre a sabedoria de Hermes, e a atração por Minos. Um guerreiro forte que enfrentou todas as tempestades para protegê-la dos perigos, inclusive, de sua rainha e esposa, Pasífae, autora de ciladas e maldições com o afã de por um fim à vida de Henaph. 


CRÍTICA À OBRA 


Adriana Vargas Aguiar lança “O Oitavo Pecado”, com o subtítulo “Em nome de uma paixão”. 

“Não apresentarás falso testemunho contra o teu próximo”, fala o Antigo Testamento (Ex 20, 16). Como os demais, rigoroso. Querendo ou não, a Bíblia é uma escola de bons costumes e amor. E é rica, muito rica. 

Adriana monta um romance que está em seu imaginário, no meu, no nosso. Cria tranquila, com excelente português e linguagem corrida, uma trama passada no Olimpo, o velho paraíso dos deuses gregos, e passeia feliz entre deuses e a mitologia. Pelo universo riquíssimo das forças divinas e humanas, onde historiadores e psicólogos clínicos, como Freud e Jung fizeram suas incursões. 

Sem imitar qualquer um, vai surgindo o passeio da jovem autora. Uma mortal, reles mortal, apaixona-se por Hermes, filho do todo poderoso Zeus e Maia, considerado no início o deus da fertilidade, assumindo depois o papel de patrono dos ginastas e ladrões. Se a autora quis fazer uma comparação com o que ocorre no país, não se sabe, ela não fala. 

Uma mortal apaixonada por Hermes estaria condenada a sofrer muito, pois como é sabido por todos, os deuses do Olimpo encantavam e subjugavam as mulheres comuns, sem a elas se juntarem. Deuses e mortais. União impossível, mas a jovem torna-se mais uma apaixonada pelo deus grego. 

Sofre, passa por péssimos e delirantes momentos, continua seu caminho. Ora tudo indica que Hermes sucumbirá, mas os deuses não tombam jamais. 

É uma história de luta por um amor; um amor que ela sabe, impossível, mas nada consegue deter Henaph, a personagem apaixonada quase vitimada pelo próprio demônio grego. 

Neste misterioso lugar, onde tudo é magia, Henaph consegue transitar até o momento da verdade final. 

Uma obra madura! 



Jorge Cortás Sader Filho 

Escritor e advogado 


Texto e criação do autor, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.

5 comentários:

J.C.Hesse disse...

Eu já sabia!

Clichê? Não! Eu fui um dos primeiro a ter contato com a autora e tenho acompanhado sua obstinada busca de valorização do autor nacional. Ela é e continuará sendo um marco e um exemplo de obstinação.
Boa sorte querida, sua luta, não é inglória. Gostosamente exaustiva, sem dúvidas, mas em algum momento a terra devolve o que se planta.

Meus parabéns!!!
J.C.Hesse

Renata disse...

Parabéns!!!!!!
Você merece, Adri!!!!!! Pela pessoa que você é e pela sua ferocidade em ir atrás dos seus sonhos!!!!!!
Beijos!!!

Rosane Fantin disse...

Parabéns, Adriana!É maravilhoso ver o reconhecimento de um grande talento.
Beijo, querida!

RUDYNALVA disse...

Adriana!
Fico bem orgulhosa de vê-la no apogeu. Sua literatura é fenomenal e merece os louros do sucesso cada vez mais.
Parabéns!
cheirinhos
Rudy

Anônimo disse...

Parabens Adriana, eu torço por você como torço por mim. O meu livro sai na proxima semana pela editora thesaurus, vou precisar de uma força.
Um grande beijo para você e todos os colaboradores e participantes desse blog, que foi é e sempre será importante para mim.
MARLON DE ALBUQUERQUE

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...