segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Um Novo começo





A vida tem seus ciclos. Mesmo aquela pessoa que passa uma vida inteira vivendo da mesma forma, sem nenhuma mudança aparente, também passa por transformações. Transformações internas, que geram novas formas de olhar para as mesmas situações.

É claro que há pessoas que têm tanto medo da mudança que vivem suas vidas sem dar oportunidade para que o novo entre, achando que isto comprometerá a segurança e o controle de suas vidas.

Porém, controle e segurança são ilusórios. Tudo pode acontecer de uma hora para a outra, o inesperado sempre surge, e isto é vida.

A vida não é previsível. Ela é fluxo, mudança, ciclos. E até estes ciclos que podemos achar que se repetem, na verdade acontecem sempre numa oitava maior, numa espiral crescente. Bom, pelo menos deveria ser assim, é a ordem natural das coisas, é a evolução. Cabe a nós permiti-la em nossas vidas e em nosso ser.

Lembro-me de um colega, na época da faculdade, que vivenciou um pequeno dilema. Ele recebeu uma oportunidade de passar seis meses nos Estados Unidos, algo que não acontece para muitos. Porém, ele dizia que a vida dele estava num momento tão bom aqui no Brasil que ele não sabia se deveria fazer a viagem.

Você já percebeu que muitas vezes as oportunidades sempre aparecem fora de hora? Eu acho que isto é como um teste para a ousadia e capacidade de adaptação do indivíduo.

Estas oportunidades são diferentes daquelas que surgem depois que começamos ir atrás delas. Estas quando aparecem são prontamente aceitas por nós, porque já estávamos atrás delas.

Bom, meu colega aceitou o novo e seis meses depois ele estava de volta contando as experiências que passou naquele país.

Vou ser bem sincera com você, na época fui contra a partida de meu colega. Achava que se tudo estava bem para ele aqui, porque ele iria mudar isto?

Mas a vida ensina, a gente cresce, se aperfeiçoa, e hoje em dia, conhecendo um pouco mais dos mistérios da vida do que antes, acho que meu colega fez a escolha certa.

A vida nunca quer nos deixar no mesmo lugar. Nem nós viemos aqui para isto. Temos que ficar atentos para os sinais que percebemos tanto fora, quanto dentro de nós.

Como falei no início, a vida tem seus ciclos. Nossas vidas são cheias de ciclos que se fecham para um outro começar. Temos que estar atentos para o tempo destes ciclos, para a hora de um término e de um novo começo. Pois nada se inicia, se algo não termina. Assim como tudo que termina dá início a algo novo.

Um novo começo é repleto de sentimentos contraditórios, mas extremamente naturais. Sentimos entusiasmo, medo, ansiedade, um frio na barriga, insegurança, esperança, desejo. Ao mesmo tempo que sentimos uma jovialidade interna, típica da energia de início, nossa mente nos traz a preocupação de que talvez estejamos velhos demais para começar algo novo, principalmente uma virada radical.

Mas a mente é aquela que mais nos sabota, devemos portanto ter cuidado com ela e usá-la para nos servir e não o contrário.

O mais importante é nos sintonizarmos bem com a nova energia que estamos sentindo, dentro e fora de nós. Porque sim, o que mais acompanha o início de um novo ciclo é uma energia completamente diferente que começamos a sentir e perceber em tudo, inclusive, ou principalmente, em nós.

Acreditar! Isto é o mais importante para não andarmos para trás, nem ficarmos no meio do caminho. Acreditar que a mudança é preciso, acreditar em si, acreditar na vida, no Universo e na ordem natural das coisas.

Quebrar velhos hábitos e antigos padrões é difícil, mas muito necessário para o início de um novo ciclo de vida. Ficamos, às vezes, com receio de não completarmos o ciclo, de ficarmos no limbo, na fronteira do velho para o novo. Um pé no ciclo que deveria se fechar e outro pé no ciclo que se inicia.

Este receio é natural, mas desnecessário, pois a mudança só depende de nós. Quanto mais estivermos abertos para um novo começo de vida, para a surpresa e para nós mesmos - pois vamos dar chances de outras partes de nós, talvez desconhecidas, se mostrarem e atuarem – mais fácil será fechar definitivamente um ciclo e dar início, com os dois pés, a uma nova aventura.

Anna Leão. Todos os direitos reservados.


Texto e criação do autor, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.

10 comentários:

Ahtange Ferreira disse...

Muito boa leitura, nos faz parar e pensar um pouco mais detidamente,
principalmente nas oportunidades que as vezes aparecem e as perdemos, por medo do novo ou por comodismo.
Abraços!

GUIOMAR disse...

Suas palavras nos faz refletir sobre o ciclo de vida.
Que bom passar por aqui...um novo começo chegou pra mim
Abraços com muito,mais muito carinho meu!
Gui

Francine Cruz disse...

Início de ano é sempre uma ótima época para se abrir ao novo. Parabéns pela postagem!

Mari Scotti disse...

Quase todos os sentimentos citados na sua reflexão fazem parte do meu dia a dia desde setembro de 2012. Mudanças geram sensações diversas, mas se não nos arriscamos como podemos dizer que fizemos algo para melhorar? Para amadurecer? Para alcançarmos nossos sonhos?
Muito bem dito Ana!
Beijo, Mari

Karen Soarele disse...

Oi, Anna!
Lindo o texto!

Eu acredito que a vida seja feita de escolhas. Tenho uma cunhada que, muito tempo atrás, foi convidada a fazer um mestrado maravilhoso no exterior. Mas ela acabou recusando. O motivo: resolveu ficar no Brasil e se casar. Quem pode culpá-la? Acredito que a escolha que ela fez foi boa, mesmo tendo deixado um outro caminho para trás. Por que a escolha seguiu justo o que o seu texto diz. Ela teve coragem e aproveitou a oportunidade. Oportunidade de se casar com o homem da vida dela.

Bom, é isso. Um grande beijo, muita paz e sucesso!

Karen Soarele

J.C.Hesse disse...

Querida colega, tenho certeza de que tem toda a dimensão que este texto tem, possui esta sensibilidade. Você transformou em texto o que muitos descrevem em apenas uma palavra, empreendedorismo. É uma característica dos grandes empresários, ao menos os de sucesso. É aplicar esta técnica, na vida.
Abraços,
J.C.Hesse

P da LAP disse...

A vida é assim mesmo e, sem mudanças, não somos nada!

Adorei a postagem!

Beijos

Roxane Norris disse...

Anna

Seu texto é belo e leva a reflexão primorosamente, acredito que nesse início de ano seja um convite a uma reavaliação de prioridades e ponto de vistas!

Parabéns!

Mia disse...

Um texto muito bom!
Realmente ás vezes as mudanças parecem assustadoras, mas são necessárias.

Anna Leão disse...

Queridos colegas, fico muito feliz pelos comentários de cada um de vocês!
Um beijo a todos,
Anna

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...