sexta-feira, 3 de junho de 2011

Para o homem da minha vida - Amandio...




Quando eu me entrego
Esqueço as marcas mascaradas do pudor
Só me entrego se for por inteira
Só me entrego se for me estraçalhar por inteira
Esfarelar em seus braços, suas mãos... Meu cálice...
Não sei te amar; sem te arranhar; fazer-te sangrar...
Morrendo em minha boca; derramando; acendendo...
Que Deus te proteja do fogo que me queima
Quando minhas pernas te prendem entre as minhas
Ensinando-me uma nova oração
A de não te deixar ir...
Não saia de dentro de mim...
Fique... Até que me parta ao meio
És meu dono... Meu verbo...
Meu refugio; a unção que me salva
Batizando para a eternidade,
Conjugando-me em tuas verdades sinceras
Teu peito, tua pele
Teus lábios tatuados em meus poros que respiram
Suspiram a tua ausência...



Texto e criação de Adriana Vargas de Aguiar, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.

Um comentário:

Paradigma disse...

Beijos, abraços, corpos enroscados e tão desejados.
Vivo procurando-te,tentando sentir a sua fragrância em meu corpo, devorar-te-ei sempre mais e mais.
Hó luz de minha vida, no teu corpo quero sentir o teu calor derramado em mim.
Voar nas asas da verdade farei e chegarei pronto pra ti e de braços abertos te chamarei e no teu ouvido pedirei mil beijos.
Tudo dito será consagrado no nosso amor
Te amo minha noiva.

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...