segunda-feira, 5 de março de 2012

Agora você com a palavra

Texto e criação do autor, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.
Na semana passamos vimos o texto: "Neste momento, por que escrevo"? Hoje convido a você, caríssimo leitor deste blog, escritor, novo autor, enfim, que topou aqui com esta postagem, a responder a esta pergunta. Faça uma reflexão sobre os momentos em que você pegou caneta e papel ou mesmo o computador para expor suas ideias, seus textos, seus pensamentos, suas crônicas, seus poemas, enfim, o que teve vontade. Vamos lá, então: "Neste momento, por que você escreve?" Estou ansiosa para ler sua resposta. Beijos: Francilangela

4 comentários:

Lucas Borges disse...

Escrevo pelo meu meu psicológico. É como se fosse uma necessidade. Só me sinto bem escrevendo. Para eu estar bem comigo mesmo eu tenho que escrever, seja lá o que for, mesmo que só seja uma frase eu preciso escrever. Traz-me uma serenidade incondicional. Atualmente é por isso que escrevo. Para ficar bem comigo mesmo. Para saciar o que tem gente de mim e me chama para a frente do computador para escrever ou para a caneta/lápis e o papel.

Rubens Conedera disse...

Escrevo pelo que quero, pelo que tenho, pelo que vivo. Também escrevo pelo que não quero, pelo que não tenho, pelo que não vivo. As aventuras que narro são tão fantásticas que nunca serão reais, a não ser dentro do imaginário. As letras são um calmante, um bálsamo, me acolhem sempre que meus dias e noites não são felizes, ou quando as tardes são agradáveis, em companhia de bons amigos. Parabéns pela postagem Franci! Como sempre, genial!

Anônimo disse...

Eu escrevo porque preciso, não como uma necessidade de suprir dividas e consumo, mas sim de atender às necessidade da alma, corresponder às mais diversas sensações de desejo, frustração, euforia e medo.
Em mim, não sinto que seja uma vontade consciente, as palavras vem, nascem do olhar, da audição, do olfato e da lembrança, vão se formando, juntando-se e saindo, fluem como suspiros naturais de uma respiração, uma necessidade tão natural e essencial para a vida.

Cesar S. Farias disse...

Escrever pra mim é uma forma de chamar a atenção das pessoas para coisas que no dia-dia, através dos relacionamentos, sou incapaz de expressar. Utilizo minha escrita como uma lupa que aumenta fatos reais, tornando-lhes passíveis de serem melhor analisados (pelo menos é o que tento).

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...