terça-feira, 30 de outubro de 2012

Velhos jovens


Quando temos diante de nós uma pessoa de mais idade, logo pensamos em um vô ou uma vó. Quando sabemos que esta pessoa é mais antiga, passa a ser bisavó, que carinhosamente, chamamos de "biza". Estava em um de meus passeios observativos da vida, que gosto de fazer com frequência e que me abastecem de características, que migram para meus personagens.


É isso mesmo, o dia a dia abastece a minha imaginação. Mas vamos ao fato, foi apenas uma cena corriqueira, destas que acontecem no seio de qualquer família que conviva com mais de um geração. A biza em seu andador, utilizado para aumentar seu equilíbrio, já complicado pela idade avançada, 95 anos. Tentava alcançar um sofá, onde passaria boa parte do dia, enquanto os outros passariam por ela. Muitas vezes  passa a fazer parte do ambiente e não fosse pela atenção de alguns, poderia ficar tranquilamente sentada. Mas a preocupação com seu bem estar, constantemente coloca alguém perguntando se está bem, se quer algo "quer um copo d'água ", "quer que abaixe o som da tv?", "quer que mude de canal?".

Limita-se a um "sim" ou um "não", já está cansada, não da vida, mas sente-se um incômodo à todos. E, por mais que não lhe digam nada, também já foi nova e teve que cuidar de outras pessoas, tão velhas quanto ela. É velha sim, mas não é nada boba. Sua lucidez, vez por outra, assusta, com lembranças que muitos já haviam apagado da memória. Detalhes que passaram desapercebidos, pessoas que já partiram e muitos, a muito tempo, haviam esquecido ou apenas deixado que o tempo cuidasse de carregar.

Na tv, um programa destes de música e dança, algo que ela não pode mais acompanhar fisicamente, exceto pelo dedilhar, no braço do sofá. Seus olhos cansados, acompanham o movimento dos corpos. Seus ouvidos, ainda podem perceber o som. Não que goste de funk, aliás, costuma dizer que pouco há de inteligente nas letras. Mas a música, ainda pode emitir som harmoniosos. Um largo sorriso surge em seus lábios, quando a tataraneta de dois anos, dança, acompanhando o sacolejar dos corpos femininos da tv. Ainda desajeitada, a futura velhinha, dança, reboleando seu pequeno corpo e lança um sorriso, de volta, para a idosa.

De meu lado, estou eu, no meio, tanto por idade, como por platéia, assistindo ao show da vida, alheio a tudo mais que o mundo possa proporcionar. A simples contemplação da cena, já me salvou o dia.

É isso ai, aproveitem bem o dia e cuidem dos velhos, pois eles são o nosso futuro. Muitos já não estarão lá, quando chegarmos. Mas certamente, muitos jovens estarão a nos contemplar, velhos também.

------------------------------------------------
Texto e criação do autor J.C.Hesse, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria.

7 comentários:

! Marcelo Cândido ! disse...

O bom é quando as pessoas envelhecem com a cabeça "boa"
...

Danny Marks disse...

Parabéns,

Você foi contemplado com o Prêmio Dardos oferecido pelo Blog Os Retratos da Mente como reconhecimento de Danny Marks ao seu trabalho na blogosfera.

Para saber mais sobre o prêmio e retirar o seu selo siga o link http://osretratosdamente.blogspot.com.br/2012/10/terceiro-premio-dardos-para-o-retratos.html ou acesse www.osretratosdamente.blogspot.com

Obrigado por oferecer aos seus leitores, nos quais me incluo, uma excelente fonte de informação e diversão e que possamos sempre crescer juntos.

Forte Abraço,

Danny Marks
Editor Os Retratos da Mente

Murilo Silva disse...

Como dizia aquele velho deitado: "Viver é uma arte onde a gente vai pegando os macetes com o tempo. E quando chegamos à perfeição, morremos." Realmente envelhecer com lucidez é uma arte para poucos. Quero chegar à velhice lúcido também.

Depois passa lá:
http://qualidadesdepreciativas.blogspot.com.br/2012/10/as-mulheres-chatas.html

Fabiana Cardoso disse...

Muto bom o texto, Hesse.

Respeitar a velhice, sabendo que um dia todos chegaremos lá. Ou pelo menos queremos chegar. Lúcidos e experientes.

abraços Fabi

Raul Zambello disse...

Como eu já quase faço parte daquilo que você chamou de futuro, endosso sua tese de respeito aos mais velhos - rsrsrs.

Raul

Anônimo disse...

Do you mind if I quote a feω of уour posts as long аs
I proνide crеdit аnd sources back to your ωebsite?

My blog site is in the exact same nichе aѕ yourѕ and my users woulԁ truly benеfit from a lot of the іnfoгmation you prоvide
heгe. Please let me know if this ok with
уou. Rеgards!
My homepage - Balance bike by prince lionheart

Ahtange Ferreira disse...

Lindo texto me fez pensar mais detidamente na minha mãezinha que no próximo dia 17 estará completando 75 anos.
Fiquei emocionada, obrigada por me fazer refletir.
Abraços!

Postar um comentário

Seja bem-vindo!
O sucesso deste blog depende de sua participação.
Comente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...